O RETORNO DO CRISTO

Cristo no Segundo Advento deve realizar, na terra, o ideal de Deus que foi deixado irrealizado na Primeira Vinda... Ele deve nascer na carne na terra.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O SEGUNDO ADVENTO














NOSSA MISSÃO
Herdar, praticar e passar para toda a humanidade o Amor Verdadeiro de Deus, fonte de Paz e Felicidade.
A NOSSA CRENÇA
O propósito de Deus é de fazer um mundo de paz, bem e felicidade. (Gênesis 1:31) Devido à queda de Adão e Eva, o Ideal original foi destruído. O mal contaminou toda a humanidade. (Gênesis 3:24) Foi a primeira grande tragédia da historia.
Jesus veio, como Messias e segundo Adão para restaurar a falha do jardim de Éden e estabelecer 
um mundo de paz, bem e felicidade. (I Coríntios 15:45; Isaías 9:6,7) Devido à ignorância dos lideres e do povo e descrença dos discípulos, Jesus foi assassinado. (Atos 7:52) Ele se sacrificou para abrir o caminho da salvação espiritual, mas o mal continuou, foi a segunda grande tragédia da historia.
Jesus apareceu
para o Reverendo Sun Myung Moon que foi ungido como Senhor do Segundo Advento,
ele recebeu a missão de estabelecer um mundo de paz, bem e felicidade
.
Devido à ignorância dos líderes e do povo, ele foi rejeitado e encarcerado seis vezes.
Ele se sacrificou, venceu a rejeição estabelecendo a tradição do Amor Verdadeiro. Eliminoua raiz do mal através da Bênção do Sagrado Matrimônio, estabeleceu a posição dos Verdadeiros Pais e começou o Reino de Deus na Terra e no Mundo Espiritual.
Quando ele vem?
“Certamente, o Senhor Deus não fará cousa alguma, sem primeiro revelar o seu segredo aos seus
servos, os profetas.” (Amos 3:7)
De Que Maneira ele vem?
“Ele deve padecer muito e ser rejeitado por esta geração.” (Lucas 17:25)
“Quando vier o Filho do homem, achará fé na terra?” (Lucas 18:8)
“O Senhor deve nascer na carne sobre a Terra como na primeira vinda.” (Princípio Divino p.
375)
Onde ele vem?
“A nação do Oriente em que Cristo voltará é a Coréia.” (Princípio Divino p. 380)

ESCRITURAS SAGRADAS
Bíblia, Princípio Divino, Mensagens da Paz, Cheon Seong Gyeong, Escrituras Sagradas do Mundo.


O Segundo Advento

 
Jesus predisse claramente seu retorno(Mateus 16:27). Contudo ele acrescentou que ninguém conhecia o dia e hora de seu retorno, nem os anjos, nem ele mesmo (Mateus 24:36). Assim sendo, comumente se julgou insensato especular sobre a data, lugar e forma do Segundo Advento.
Não obstante, podemos deduzir a partir das palavras de Jesus,
"Mas desse dia e hora ninguém sabe . . . somente o
Pai,"( Mateus 24:36) e o versículo, "Seguramente o Senhor Deus não faz nada, sem relevar seus segredos a seus servos os profetas",( Amós 3:7) que Deus, que conhece o dia e hora, seguramente revelará todos os segredos sobre o Segundo Advento para Seus profetas antes que Ele conduza Sua obra.
Embora Jesus tenha dito que o Senhor virá como um ladrão,( Apoc. 3:3) está também escrito que para aqueles que estão na luz, o Senhor não virá sorrateiramente como um ladrão(I Tess. 5:4).
Quando refletimos sobre os eventos na Primeira Vinda de Jesus, entendemos que ele veio como um ladrão para os sacerdotes e escribas que estavam nas trevas, mas para a família de João Batista, que estava na luz, Deus revelou claramente com antecedência o nascimento de Jesus. Quando Jesus nasceu, Deus divulgou este segredo aos três magos, Simão, Ana e os pastores.
Jesus disse:
Tomem cuidado para que os corações de vocês não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vocês. Pois esse dia cairá, como armadilha, sobre todos aqueles que habitam a face de toda a terra. Fiquem atentos, e rezem todo o tempo, a fim de terem força para escapar de tudo o que deve acontecer, e para ficarem de pé diante do Filho do Homem. -Lucas 21:34-36
Assim, Jesus firmemente sugeriu que o segredo sobre o momento, o lugar e a maneira de seu retorno será revelado às pessoas de fé que estão vigilantes, e que podem estar preparados para o dia do Segundo Advento.
Na providência de restauração, Deus sempre revelou para Seus profetas o que Ele faria antes de executá-lo. O julgamento pelo dilúvio nos dias de Noé, a destruição de Sodoma e Gomorra, e o nascimento de Jesus são apenas alguns exemplos. Deste modo, referente ao Segundo Advento do Senhor, Deus certamente dará profecias para aqueles crentes fiéis que estão na luz e têm ouvidos para ouvir e olhos para ver. Como está escrito:
Nos últimos dias, diz o Senhor, eu derramarei o meu Espírito sobre todas as pessoas. Os filhos e filhas de vocês vão profetizar, os jovens terão visões e os anciãos terão sonhos. -Atos 2:17

QUANDO CRISTO RETORNARÁ?
Chamamos o tempo do Segundo Advento de Cristo de Últimos Dias.
Podemos compreender assim que hoje é realmente o tempo do retorno de Cristo. Do ponto de vista da história providencial, Jesus veio na conclusão do período de dois mil anos da Idade do Velho Testamento, a Idade da Providência de Restauração. O Princípio de Restauração através de indenização nos leva a deduzir que Cristo está para retornar no final do período de dois mil anos da Idade do Novo Testamento, a Idade do Prolongamento da Providência de Restauração, o qual está restaurando a idade anterior através das condições paralelas substanciais de indenização.
DE QUE MANEIRA CRISTO RETORNARÁ?
PERSPECTIVAS NA BÍBLIA
Deus revela com boa antecedência todos os assuntos essenciais de Sua Vontade em parábolas e símbolos, a fim de que as pessoas que vivem em qualquer idade possam entender as demandas da providência para seu tempo e para o futuro de acordo com o nível de seu intelecto e espiritualidade. O fato de que Deus usou parábolas e símbolos na Bíblia resultaram inevitavelmente em muitas interpretações divergentes. Esta é a razão principal pela qual, as igrejas se tornaram divididas. Ao interpretar a Bíblia, portanto, o assunto mais importante é encontrar a perspectiva correta.
Até hoje muitos de nós temos lido a Bíblia com a noção preconcebida de que Jesus virá nas nuvens com sinais e milagres. Isto está baseado em palavras de Jesus tais como:
Então aparecerá o sinal do Filho do Homem no céu; todas as tribos da terra baterão no peito, e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu com poder e grande glória. Ele enviará seus anjos que tocarão bem alto a trombeta, e que reunirão os eleitos dele, desde os quatro cantos da terra, de um extremo do céu até o outro. -Mateus 24:30-31
Se nos apegarmos firmemente a uma interpretação literal, a evidência bíblica parece apontar realmente naquela direção. Entretanto, a idéia de que Cristo retornará nas nuvens é totalmente inaceitável para a mente científica da idade moderna. Achamos necessário sondar mais profundamente na Bíblia de outro ponto de vista para atingir o verdadeiro significado de tais versículos.
Esta nova perspectiva é sugerida por nossa investigação anterior das passagens bíblicas relativas a João Batista.
O profeta Malaquias havia predito que Elias retornaria antes da vinda do Messias (Mal. 4:5) Como esperavam avidamente esse dia, muitos judeus acreditavam que Elias, que havia ascendido ao céu, desceria do céu da mesma forma que havia ascendido. Contrariando suas expectativas, entretanto, Jesus corajosamente afirmou que João Batista, o filho de Zacarias, era Elias(.Mat. 11:14).
Se acreditarmos no testemunho de Jesus, o retorno de Elias jamais significou que ocorreria de maneira miraculosa como muitos judeus esperavam. De fato, isto ocorreu através do nascimento de uma criança. Da mesma maneira, muitos cristãos nos dias atuais crêem que Jesus retornará nas nuvens. Entretanto, o que aprendemos sobre o real retorno de Elias sugere outra possibilidade: que o retorno de Cristo pode ser cumprido através do nascimento de uma criança, tal como na Primeira Vinda. Desta nova perspectiva, reexaminemos os versículos bíblicos referentes à Segunda Vinda.
Na Primeira Vinda de Jesus, muitos dos sábios de Israel pensavam que o Messias nasceria em Belém como um descendente do Rei Davi (.Mat. 2:5-6; Miq. 5:2). Contudo havia indubitavelmente muitos outros judeus que esperavam o Messias vindo das nuvens. Esta convicção estava baseada na leitura da profecia de Daniel, "Eu vi nas visões da noite, um ser como o filho do homem, vir sobre as nuvens do céu" e outras profecias de eventos sobrenaturais nos Últimos Dias.( Joel 2:30-31).
Portanto, os Fariseus e Saduceus questionaram Jesus, exigindo que ele apresentasse um sinal do céu como prova de que era o Messias(Mat. 16:1-4; Marc. 8:11-12). Sem quaisquer dos sinais sobrenaturais do céu preditos na Bíblia, eles não puderam prontamente aceitá-lo como o Messias longamente esperado. A crença de que o Messias deveria vir sobrenaturalmente persistiu após a morte de Jesus, mesmo entre alguns cristãos que acreditavam que ele não tinha vindo na carne. O apóstolo João condenou estes crentes como anticristos:
Muitos sedutores têm saído pelo mundo afora, os quais não reconhecem a vinda de Jesus Cristo na carne; Quem assim proclama é o sedutor e o anticristo. -II João 7

SEGUNDO ADVENTO 
Muitos cristãos afirmam que a profecia de Daniel refere-se ao Segundo Advento de Cristo. Entretanto, na Idade do Velho Testamento, Deus estava trabalhando para cumprir toda a finalidade da providência de restauração com a vinda de Jesus, como atesta a Bíblia: "De fato, todos os Profetas e a Lei profetizaram até João,"( Mat. 11:13) e "Pois o fim da Lei é Cristo, para que todo aquele que acredita se torne justo" ( Rom. 10:4). Então, antes do próprio Jesus começar a falar sobre seu retorno, ninguém havia imaginado um Segundo Advento. É óbvio que nenhum judeu deste tempo pensou que este versículo de Daniel se referisse a qualquer outra coisa a não ser àquela que eles acreditavam ser a primeira e única vinda do Messias.
Contrariando as expectativas de muitos judeus fiéis que acreditavam nas afirmações bíblicas de que o Messias viria nas nuvens com sinais nos céus, Jesus nasceu na terra como uma criança em uma família humilde. Assim, devemos reexaminar a Bíblia de uma perspectiva de que o Segundo Advento de Cristo pode não ocorrer de uma forma miraculosa. Na realidade, pode ocorrer da mesma maneira como no Primeiro Advento.


CRISTO RETORNARÁ COMO UMA CRIANÇA NA TERRA
Jesus fez várias predições sobre o que aconteceria ao Senhor em seu retorno:
Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração. -Lucas 17:25
Se Jesus fosse retornar literalmente nas nuvens do céu com poder e grande glória e com as trombetas de anjos,( Mat. 24:30-31) ele não seria prontamente aceito e honrado, mesmo por este mundo cheio de pecado? Retornando de tal maneira, não haveria motivo para ele sofrer perseguição e rejeição.
Porque, então, Jesus predisse que ele enfrentaria uma situação tão miserável em seu retorno?
Os judeus de seus dias estavam avidamente esperando o dia quando Elias viria do céu. Era esperado que ele viesse antes do Messias, como seu arauto, como Malaquias havia profetizado (Mat. 4:5). Ao invés, antes do povo ter ouvido qualquer notícia do retorno de Elias, Jesus, um homem de nascimento humilde, veio como um ladrão, reivindicando ser o Messias. Entretanto, eles desprezaram Jesus e o perseguiram. Como Jesus refletiu sobre sua situação, ele previu que no Segundo Advento, os cristãos que esperam seu retorno fixariam mais uma vez seus olhares para o céu. Assim, é provável que eles persigam o Cristo no Segundo Advento quando ele nascer na carne, e inesperadamente aparecer como um ladrão. Eles o condenariam como um herege, tal como Jesus foi condenado. Esta é a razão pela qual ele predisse que o Senhor sofreria e seria rejeitado por sua geração. Esta profecia somente poderia ser cumprida se Cristo retornar na carne; e possivelmente não poderia se tornar realidade se ele vier nas nuvens.
Jesus disse:
Mas, o Filho do Homem, quando vier, será que vai encontrar a fé sobre a terra? -Lucas 18:8
Como o mundo adentra nos Últimos Dias, um crescente número de cristãos estão se esforçando para desenvolver uma fé mais forte. Como todos eles poderiam cair em descrença no Segundo Advento do Senhor se ele literalmente viesse nas nuvens do céu em meio ao som de trombetas de anjos e a glória de Deus? Esta profecia também não pode ser cumprida se Cristo retorna de uma maneira sobrenatural.
No tempo de Jesus, muitos judeus pensavam que Jesus nasceria em Belém e emergiria como seu rei,( Mat. 2:6) mas somente após Elias ter retornado do céu. Ao contrário desta expectativa, antes de Elias ter aparecido, um filho de carpinteiro de Nazaré adiantou-se e se apresentou como o Messias. É assim compreensível que Jesus não pudesse encontrar nenhum seguidor fiel e zeloso o suficiente para segui-lo mesmo a ponto de morrer, entre os judeus. Jesus afligiu-se sobre esta situação e lamentou que algo semelhante pudesse acontecer em seu retorno. Ele previu isso para o Segundo Advento, quando os fiéis estarão apenas olhando para o céu, pensando que Cristo retornará nas nuvens em glória. Portanto, quando Cristo de fato retornar na terra como um homem de origem humilde, ele pode não encontrar fé, como foi o caso no tempo de Jesus. Esta profecia de Lucas nunca poderia ser cumprida a menos que Cristo venha nascer na terra.
Alguns estudiosos interpretam este versículo com o sentido de que as tribulações nos Últimos Dias serão tão severas ocasionando que todos os fiéis se tornarão descrentes. Contudo no curso da providência, nenhuma tribulação, não importa quão severa, havia efetivamente bloqueado o caminho da fé. Quanto menos então nos Últimos Dias, quando os cristãos fiéis estão ansiosos para atravessar o último portão do Céu! É a natureza universal da fé que quanto maior nossas tentações e tribulações, mais zelosamente procuramos a salvação de Deus.
Jesus uma vez disse:
Naquele dia muitos me dirão: ‘Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? Não foi em teu nome que expulsamos demônios? E não foi em teu nome que fizemos tantos milagres?’ Então, eu vou declarar a eles: Jamais conheci vocês. Afastem-se de mim, malfeitores!”-Mateus 7:22-23
Se um cristão é tão fervoroso para executar um milagre em nome do Senhor, então quanto mais ardentemente ele crerá e servirá ao Senhor quando ele vem nas nuvens em grande glória? Jesus então não o receberia calorosamente?
Porque, então, Jesus falou como se ele fosse rejeitar tais cristãos fervorosos em seu retorno? Se Cristo em seu retorno rejeita tais fiéis devotos, quem nos Últimos Dias possivelmente pode ser salvo? Esta profecia também não pode ser cumprida se Jesus vem nas nuvens.
Nos dias de Jesus, devia haver muitos judeus, cuja fé era tão ardente que eles podiam realizar milagres em nome de Deus. Contudo, desde que eles acreditavam que o próprio Elias desceria do céu antes da vinda do Messias, era difícil para eles aceitar que Elias estava presente no meio deles como João Batista – além do mais por causa da negativa de João(João 1:1-21) Assim, eles não aceitaram Jesus como o Messias e o excluíram da comunidade. Conseqüentemente, Jesus teve que abandoná-los em lágrimas. Da mesma maneira, no Segundo Advento de Cristo, aqueles cristãos que esperam sua aparição miraculosa e gloriosa certamente o rejeitarão se ele vem na carne de um nascimento humilde. Não importam quão fervorosos eles possam ser, o Senhor não terá escolha a não ser abandoná-los por causa de sua transgressão contra Deus.
As várias profecias a respeito dos Últimos Dias em Lucas, Capítulo 17, possivelmente não podem ser cumpridas se Cristo retornar de uma maneira sobrenatural. Estes versículos podem ser explicados somente sobre a premissa de que Cristo retornará através de um nascimento na terra. Examinemos cada um deles detalhadamente.
O Reino de Deus não vem ostensivamente. -Lucas 17:20
Se o Senhor vem nas nuvens ou de alguma maneira miraculosa, o reino de Deus chegará de uma maneira conspícua a todos. Mesmo no Primeiro Advento, o Reino de Deus havia chegado a terra com o nascimento de Jesus.
Contudo o povo judeu não o viu, pois eles estavam esperando ainda pelo retorno de Elias do céu, e assim não puderam crer em Jesus. Da mesma forma, no Segundo Advento, embora o Reino de Deus desça sobre a terra com o nascimento de Cristo, os cristãos que acreditam que ele virá nas nuvens acompanhado com eventos sobrenaturais não crerão no Senhor e assim não verão o Reino de Deus.
Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou: ‘está ali’, porque o Reino de Deus está no meio de vocês. –Lucas 17:21-23
No tempo de Jesus, aqueles que creram e o seguiram já participavam do Reino do Céu em seus corações. Da mesma forma, no Segundo Advento de Cristo, porque ele nascerá na terra, o Reino do Céu será realizado primeiro nos corações daqueles que acreditarem nele e o seguirem. Quando estes indivíduos aumentarem em número para formar sociedades e nações, o Reino do Céu interior gradualmente será manifesto externamente no mundo, como uma
realidade visível. Deste modo, Jesus afirmou que o prometido Reino do Céu não será realizado em um instante, o que ocorreria se Cristo retornasse nas nuvens.
Chegarão dias em que vocês desejarão ver um só dia do Filho do Homem, e não poderão ver. –Lucas 17:22
Se o Senhor vem nas nuvens com sons de trombetas de anjos, todos serão capazes de vê-lo. Quem, então, desejaria ver o dia do Filho do homem e não o veria? Contudo Jesus predisse que o povo não veria o dia. No Primeiro Advento de Jesus, o dia do Filho do homem ocorreu na terra com seu nascimento, contudo com a descrença, os judeus não puderam ver o dia. Da mesma forma, no Segundo Advento de Cristo, o dia do Filho do homem ocorrerá com seu nascimento na terra. Contudo muitos cristãos não serão capazes de ver o dia porque, como eles estão convencidos que o Cristo virá de uma maneira miraculosa, não crerão nele e nem o seguirão mesmo após encontrar-se com ele. Mesmo que o dia do Filho do homem tenha já ocorrido, eles não serão capazes de vê-lo.
Dirão a vocês:‘Ele está ali’ ou: ‘Ele está aqui’. Não saiam para procurá-lo. -Lucas 17:23
...nos Últimos Dias os cristãos que tiverem atingido certo nível espiritual podem receber a revelação de que eles são o Senhor. Ao não compreender a base no Princípio para tal revelação, provavelmente eles se proclamem como sendo o Messias e assim se tornem anticristos antes da vinda do Senhor.
Portanto, Jesus falou estas palavras como uma advertência para não serem enganados ou confundidos por tais pessoas.
Pois como o relâmpago brilha de um lado a outro do céu, assim também será o Filho do Homem. –Lucas 17:24.
Quando Jesus nasceu, a notícia do nascimento do Rei dos judeus alcançou o Rei Herodes e agitou toda Jerusalém(Mat. 2:2-3). No Segundo Advento, os avanços no transporte e nas comunicações permitirão que a notícia do Segundo Advento viaje aos quatro cantos do globo, oriente e ocidente, com a velocidade de um relâmpago.
Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem. -Lucas 17:26
Quando Noé soube que o julgamento pelo dilúvio era eminente, ele chamou as pessoas para entrarem em sua arca(II Pe. 2:5). Contudo eles não deram ouvido às suas palavras, e todos foram afogados. Da mesma forma, nos Últimos Dias, Cristo retornará na carne e chamará as pessoas para entrar na arca da verdade. Mas os cristãos que obstinadamente fixarem seus olhares para o céu esperando ver sinais miraculosos da aparição do Senhor, não darão ouvido às palavras de verdade proclamadas a partir da terra. Ao invés, eles rejeitarão o Senhor como um herege. Descuidados como o povo do tempo de Noé, eles terão falhado em servir a Vontade providencial de Deus.
Quem procura ganhar a sua vida, vai perdê-la; e quem a perde, vai conservá-la. -Lucas 17:33
Alguém teria que arriscar sua vida para seguir o Senhor se ele viesse nas nuvens com o toque da trombeta dos anjos? Porque Jesus retorna através de um nascimento físico, ele parecerá um herege para os cristãos que o esperam vindo de uma forma miraculosa. Assim, aqueles que o seguirem devem estar prontos para enfrentar até mesmo a morte.
O versículo significa que as pessoas que acreditarem e o seguirem com o risco de suas vidas, irão viver. Se por outro lado, agitados pelas circunstâncias mundanas, eles se voltarem contra o Cristo e se afastarem dele para salvar suas próprias peles, a morte virá sobre eles.
Onde estiver o corpo, aí se reunirão as aves de rapina. -Lucas 17:37
Jesus assim respondeu uma pergunta sobre o local do Segundo Advento. Recordamos que as aves de rapina desceram sobre a pomba que não havia sido apropriadamente dividida na oferta de Abraão(Gen. 15:11). Isto nos ensinou que Satanás está sempre procurando por uma oportunidade para reivindicar aquilo que não está santificado. Podemos assim compreender o significado da resposta enigmática de Jesus: tal como os urubus se reúnem ao redor de uma carcaça para comê-la, e os demônios se reúnem ao redor daqueles que estão espiritualmente mortos para reivindicá-los, o Senhor, que é a fonte de vida, virá em um local de abundante vida espiritual. Jesus queria dizer por estas palavras que o Senhor aparecerá entre os crentes fiéis.
No Segundo Advento de Cristo, pessoas de fé ardente se reunirão em um lugar com a assistência de muitos espíritos. Este será o local de vida onde o Senhor aparecerá. Jesus nasceu entre o povo escolhido, que adoravam a Deus fielmente. Em particular, Jesus revelou-se como o Messias para aqueles que tiveram fé e o seguiram e se tornaram seus discípulos.
Sendo que Cristo nascerá na terra em seu Segundo Advento, está escrito: "Nasceu o Filho da Mulher. Era menino homem. Nasceu para governar todas as nações com cetro de ferro. Mas o Filho foi levado para junto de Deus e
de seu trono" ( Apoc. 12:5). O cetro de ferro aqui significa a Palavra de Deus, com a qual o Senhor julgará o mundo pecaminoso e restaurará o Reino do Céu na terra. Isto foi explanado em detalhes anteriormente, onde o julgamento por fogo é julgamento pela Palavra(Jer. 23:29).
Assim, a Palavra de Jesus, a qual será nosso juiz nos Últimos Dias,( João 12:48) é a mesma Palavra pela qual o céu e a terra serão desfeitas no fogo do julgamento, 33 O Senhor o destruirá com o sopro de sua boca é o mesmo sopro da boca do Senhor pelo qual ele matará o ímpio. 34 A Palavra que Jesus fala é também denominada “o sopro de seus lábios” e o “cetro de sua boca”( Isa. 11:4). Isto é simbolizado pelo cetro de ferro, como está escrito, "Ele governará com cetro de ferro, podendo quebrar as nações como vasos de barro" ( Apoc. 2:27). O versículo fala de um menino, que nasce de uma mulher e é levado para Deus e para Seu trono. Quem, então, nasce de uma mulher como alguém digno de sentar no trono de Deus e reger todas as nações com a Palavra de Deus?
Ele não pode ser outro à exceção de Cristo no Segundo Advento, que nascerá na terra como um novo nome conhecido somente por ele mesmo (Apoc. 1:28; Apoc. 19:12). Ele regerá como o Rei dos Reis e edificará o Reino do Céu na terra. No início do Evangelho de Mateus, há um registro de quatro mulheres adúlteras ou pagãs na linhagem de Jesus. 38 Isto demonstra que o Salvador da humanidade deve nascer como um homem sem pecado a partir de uma linhagem pecadora para salvar todos os descendentes de linhagens pecadoras. Muitos cristãos têm interpretado a mulher no versículo acima como a Igreja(Mat. 1:3, 5, 6).Eles extraíram esta interpretação baseados na premissa de que Cristo no Segundo Advento viria nas nuvens.
Alguns cristãos acreditam que o Segundo Advento de Cristo ocorre toda vez que Jesus vem residir dentro dos corações das pessoas (João 14:20) através da descida do Espírito Santo(Atos 8:15-17). Jesus tem estado morando nos corações dos crentes fiéis desde sua ressurreição e da descida do Espírito Santo no Pentecostes(Atos 2:4). Se este fosse o verdadeiro Segundo Advento, então ele já ocorreu há dois mil anos atrás.
Além do mais, algumas denominações ensinam que Jesus retornará como um espírito. Entretanto, imediatamente após sua ressurreição do túmulo no terceiro dia, Jesus apareceu diante de seus discípulos com a mesma aparência que ele tinha durante sua vida terrena. Desde aquele tempo, ele tem livremente visitado e ensinado muitos cristãos que alcançaram um nível espiritual elevado. Assim, este tipo de Segunda Vinda também já teria ocorrido a dois mil anos atrás. Se estes fossem os entendimentos corretos, então não teríamos nenhuma razão para aguardar o histórico Segundo Advento e olhar para o futuro a espera do dia no qual se cumprirão nossas mais estimadas esperanças.
Ainda que os discípulos de Jesus freqüentemente se encontrassem com o Jesus ressuscitado que aparecia para eles em espírito, mesmo assim eles esperavam seu Segundo Advento. Podemos deduzir que eles não estavam considerando o Segundo Advento como sendo o retorno de Jesus como um espírito. Por exemplo, quando Jesus apareceu em uma visão para o apóstolo João, Jesus disse para ele, "Sim! Venho muito em breve." para o que João
replicou, "Amém! Vem, Senhor Jesus!" (Apoc. 22:20). Aqui, tanto Jesus como João claramente distinguiram a aparição espiritual de Jesus do Segundo Advento de Cristo. Isto demonstra que Cristo em seu Segundo Advento não virá como um espírito.
Ele nascerá como uma criança na terra, tal como no Primeiro Advento.
Há várias razões no Princípio pelas quais Cristo deve retornar como um homem terreno. Deus criou tanto o mundo incorpóreo como o mundo corpóreo. Então Deus criou os seres humanos com ambos os aspectos de espírito e da carne, pretendendo que eles regessem sobre os dois mundos no cumprimento de Suas bênçãos. Devido à Queda de Adão, os seres humanos perderam a qualificação para serem os senhores dos dois mundos. Conseqüentemente, a criação foi privada de seus verdadeiros mestres e tem lamentado e aguardado pelo surgimento dos filhos de Deus que podem verdadeiramente governá-la (Rom. 8:19-22). Jesus, o Adão aperfeiçoado, veio como o perfeito Senhor dos dois mundos (I Cor. 15:27). Ao enxertar todos os fiéis com ele (Rom. 11:17) e trazendo-os em unidade com ele, Jesus pretendia qualificá-los para serem os Senhores do universo.
Não obstante, quando os judeus se voltaram contra Jesus, Deus teve que entregar seu corpo para a cruz como um resgate para a redenção da humanidade. Considerando que o corpo físico de Jesus foi entregue nas mãos de Satanás, a salvação física foi deixada inacabada. Jesus ascendeu deste mundo terreno com a promessa de que ele retornaria e completaria a salvação que havia sido realizada apenas espiritualmente. Enquanto isso, não houve nenhuma pessoa na terra que tivesse atingido a perfeição tanto espiritualmente quanto fisicamente, governado e harmonizado os mundos físico e espiritual. Esta é a razão pela qual Cristo não pode retornar somente em um corpo espiritual. Como no Primeiro Advento, ele deve vir como um ser humano e crescer até a perfeição tanto no espírito quanto na carne. Então, enxertando toda a humanidade consigo tanto espiritualmente quanto fisicamente, ele deve guiá-los à perfeição em espírito e na carne e fazê-los qualificados para serem senhores de ambos os mundos espiritual e físico.
Jesus estava originalmente posicionado para restaurar o Reino do Céu na terra. Ele devia se tornar o Verdadeiro Pai da humanidade restaurada e o rei do reino terreno de Deus. 49 Entretanto, devido à descrença das pessoas, ele não pôde cumprir esta Vontade original de Deus, mas foi para a cruz prometendo retornar em um tempo futuro e seguramente cumpri-la. Deste modo, no Segundo Advento, Cristo é novamente responsável em edificar o Reino do Céu na terra e se tornar o Verdadeiro Pai e rei de toda humanidade. Esta é outra razão pela qual, como em sua Primeira Vinda, Cristo em sua Segunda Vinda deve nascer na terra.
A redenção dos pecados somente é possível através de uma vida terrena. Para redimir nossos pecados na terra, Cristo deve vir como um homem na terra. A salvação que Jesus propiciou através de sua crucifixão, contudo, está limitada à dimensão espiritual. Isto não resolve o pecado original, o qual é transmitido através de nossos corpos físicos e permanece ativo dentro de nós. Portanto, Cristo deve vir novamente para prover salvação completa para a humanidade, incluindo a salvação física. Ele certamente não pode realizar isto vindo somente como um espírito. Ele deve vir em um corpo físico, como em sua Primeira Vinda.
..Mas supondo que Cristo voltasse em espírito, estaríamos perplexos pelo fato de que o espírito, transcendente de tempo e espaço e perceptível somente aos sentidos espirituais, se apoiaria nas nuvens constituídas de matéria. Por outro lado, se o Segundo Advento for ocorrer pelo aparecimento repentino de Cristo na carne, surgindo nas nuvens, como ele pôde ficar lá no alto? Onde ele residia anteriormente à sua aparição? Algumas pessoas podem contestar tais questões, argumentando que para o Deus Onipotente nada é impossível. Entretanto, Deus não pode ignorar Suas próprias leis e princípios. Deus não precisa e não faz obras em Sua providência que violem Seu próprio Princípio para fazer o Cristo, que deve retornar na carne tal como a nossa, residir em um espaço exterior e então retornar por sobre as nuvens. Em conclusão, demonstramos sem sombras de dúvidas que o Segundo Advento de Cristo ocorrerá através de seu nascimento físico na terra.


QUAL É O SIGNIFICADO DO VERSÍCULO QUE CRISTO RETORNARÁ NAS NUVENS?
Sendo que o retorno de Cristo ocorrerá através de seu nascimento na terra, qual pode ser o significado das profecias bíblicas que ele virá nas nuvens? Para explorar este assunto, devemos primeiro investigar o que as nuvens representam. A passagem seguinte é um exemplo:
Ele vem com as nuvens; e o mundo todo o verá, até mesmo aqueles que o transpassaram. E todos os
povos do mundo baterão no peito por causa dele. É isso mesmo! Amém! -Apoc. 1:7
De acordo com este versículo, todos deverão ser capazes de ver o Cristo quando ele retorna. Quando São Estevão foi martirizado, somente ele e aqueles cristãos fervorosos cujos sentidos espirituais foram abertos, foram capazes de ver Jesus sentado à mão direita de Deus (Atos 7:55) Da mesma forma, se Jesus deve descer do mundo espiritual como um espírito, então somente aqueles fiéis cujos sentidos espirituais estão abertos serão capazes de vê-lo; assim nem todo olho verá Cristo quando ele vier novamente. A profecia Bíblica de que todos verão o Senhor pode ser cumprida somente se ele retornar na carne. Como um corpo de carne não pode se apoiar nas nuvens, as nuvens no versículo têm que simbolizar qualquer outra coisa.
Na mesma passagem, está escrito que mesmo aqueles que transpassaram Jesus verão seu retorno. Aqueles que transpassaram Jesus foram os soldados romanos. Entretanto, aqueles soldados romanos não serão capazes de ver o Senhor em seu retorno. Para ver o Senhor retornando, aqueles soldados devem ser ressuscitados; mas de acordo com a Bíblia, aqueles que serão ressuscitados no retorno de Cristo são somente aqueles cristãos fervorosos que participam na primeira ressurreição. O restante dos espíritos será ressuscitado somente após a passagem de "mil anos" no Reino(Rom. 2:4-5). Entretanto, "todos que o transpassaram" deve ser uma metáfora que descreve algum outro grupo de pessoas, não os soldados romanos. Na realidade, se refere aos cristãos que vivem no tempo do Segundo Advento e que se agarram à crença de que Jesus retornará nas nuvens. Quando Cristo retorna na terra através de um nascimento humilde ao contrário de suas expectativas, eles não o reconhecerão e o perseguirão. Se "todos que o transpassaram" é uma metáfora, então as nuvens no mesmo versículo também devem ser metafóricas.
O que realmente simbolizam as nuvens? As nuvens são formadas pela evaporação de água impura da terra. Na Bíblia, água freqüentemente simboliza pessoas decaídas(Apoc. 17:15; Ps. 144:7). Podemos deduzir que nuvens simbolizam os cristãos devotos cujos corações residem no céu e não na terra porque eles foram renascidos e resgatados de seu estado decaído.
A Bíblia e outros escritos sagrados também utilizam o simbolismo de nuvens para indicar as multidões(Heb. 12:1; cf. Ezeq. 38:9). Às vezes encontramos esta figura de linguagem utilizada em conversação casual. No curso de Moisés, a coluna de nuvem que guiava os israelitas de dia representava Jesus, que deveria vir como o líder de Israel; a coluna de fogo de noite
representava o Espírito Santo que, como a contraparte de Jesus, guiaria Israel com o fogo da inspiração. Podemos concluir que a vinda de Jesus nas nuvens significa que ele emergirá do meio de um grupo de fiéis renascidos para se tornar o líder dos cristãos, o Segundo Israel. Recordemos que quando Jesus foi questionado sobre o lugar de seu retorno, ele respondeu, "Onde estiver o cadáver, ali se ajuntarão também as águias"( Lucas 17:37). Jesus queria dizer que ele retornará no local onde fiéis devotos estarão reunidos, o que basicamente significa a mesma coisa como na profecia Bíblica que Cristo retornará nas nuvens.
Quando interpretamos metaforicamente as nuvens desta forma, é evidente que em sua Primeira Vinda, Jesus simbolicamente veio do Céu nas nuvens. Está escrito, "O primeiro homem tirado da terra, é terreno; o segundo veio do céu",( I Cor. 15:47) e, "Ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o Filho do homem"( João 3:13). Embora Jesus tenha nascido na terra, do ponto de vista da providência e com respeito ao seu verdadeiro valor, ele realmente veio do Céu. Este é também o verdadeiro significado da profecia em Daniel 58 a qual prefigurava que Jesus viria nas nuvens.


PORQUE JESUS DISSE QUE O SENHOR VIRÁ NAS NUVENS?
Há duas razões pelas quais Jesus profetizou que o Senhor retornará nas nuvens. Primeiro, era para impedir as ilusões de anticristos que criariam confusão entre os devotos. Se Jesus revelasse claramente que ele retornaria através de um nascimento físico, então teria sido impossível prevenir que os falsos messias causassem grande confusão.
Considerando que Jesus emergiu como o Messias de uma origem humilde, qualquer um de todos os níveis sociais com certo nível de espiritualidade reivindicaria ser o Segundo Advento e deslumbraria o mundo com uma grande ilusão.
Felizmente, desde que a maioria dos cristãos tem esperado o Cristo retornar nas nuvens e fixaram os olhares no céu, este tumulto foi evitado com certeza. Agora, entretanto, considerando que o tempo chegou, a verdade que Cristo retornará através de um nascimento físico deve ser revelada.
Segundo, era para encorajar os cristãos que estavam caminhando um difícil caminho de fé. Há outras ocasiões quando Jesus deu palavras paradoxais para encorajar seus seguidores a realizarem a Vontade de Deus tão rapidamente quanto possível. Por exemplo, ele disse, "Eu garanto que vocês não acabarão de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o Filho do Homem". Isto levou seus discípulos a crerem que o Segundo Advento ocorreria em um futuro próximo.


(Extraído do livro -Princípio Divino)



Veja os links

https://sites.google.com/site/chrislepel/%20
http://www.tongilpt.com/index.html
http://www.unificacionista.com/
http://unificationcommunity.ning.com/
http://iunificationist.org/
http://ubeblog.ning.com/profiles/blogs/como-acontecera-a-segunda?xg_source=activity






Um comentário:

Cristhian Bini disse...

muito bom parabéns pela iniciativa!!!!!